Mangues da Amazônia promove segunda edição do Vozes do Mangue abordando vivências de mulheres que atuam nos manguezais

Data de publicação

Compartilhe:

Promovida pelo projeto Mangues da Amazônia a segunda edição do Vozes do Mangue acontece na quarta-feira, dia 26 de maio, a partir das 9h, com transmissão no Youtube e Facebook.

Com o tema “Matriarcas, trabalhadoras e defensoras dos manguezais” a segunda edição do evento Vozes do Mangues, promovido pelo projeto Mangues da Amazônia, acontece no dia 26 de maio, quarta-feira, totalmente online e gratuito. O evento se configura como um espaço virtual de socialização e troca de conhecimentos e experiências sobre o ecossistema manguezal.

Com o objetivo de visibilizar as reflexões, lutas e vivências das mulheres que vivem e dependem dos manguezais, o evento traz em sua programação dez convidadas que possuem histórias diversas de atuação neste ecossistema. Realizado em dois turnos, manhã e tarde, o evento contará com duas rodas de conversas com mediação de Ádria Freitas (Pesquisadora socioambiental do projeto Mangues da Amazônia) e Eliete Santana (Mobilizadora social do projeto Mangues da Amazônia). A primeira roda de conversa é dedicada ao tema “Vivências” e recebe as extrativistas convidadas Valdenice Silva, Edna Sousa, Clemilda Barros, Maria das Graças, Edite Ribeiro e Lúcia Silva. Na parte da tarde o tema é “Governança, movimentos sociais e políticas públicas” com as convidadas Ádria Macêdo (Ativista socioambiental), Célia Regina (CONFREM), Roseti Araújo (Quilombo do América – Bragança) e Sandra Gonçalves (AUREMAG).

O projeto Mangues da Amazônia é uma iniciativa realizada pelo Instituto Peabiru e pela Associação Sarambuí, em parceria com o Laboratório de Ecologia de Manguezal (LAMA), da Universidade Federal do Pará (UFPA) e conta com patrocínio da Petrobras, através do Programa Petrobras Socioambiental. O projeto prevê recuperação de 12 hectares de manguezais já impactados, incluindo oferta de assistência técnica e engajamento social, beneficiando diretamente em torno de 1,6 mil pessoas, entre os 6 mil comunitários mobilizados em três Reservas Extrativistas dos municípios de Augusto Corrêa, Bragança e Tracuateua, no Pará.

Em dois anos, o projeto planeja realizar o plantio de 60 mil mudas das três espécies de árvores de mangue dominantes na região, com construção de viveiros e monitoramento. Em paralelo, são desenvolvidas pesquisas científicas em diferentes campos, com destaque para os estudos destinados a preencher lacunas no conhecimento sobre o papel dos manguezais nas mudanças climáticas. Aberto ao público, o Vozes do Mangues é uma das realizações do Mangues da Amazônia e promove diálogos entre conhecimentos tradicionais e científicos sobre os manguezais. O evento será transmitido ao vivo e contará com certificado de participação para aqueles que comparecerem aos dois turnos da programação. As inscrições podem ser feitas pelo link: http://bit.ly/vozes-mangue2

Vozes do Mangue: Matriarcas, trabalhadoras e defensoras dos manguezais
Data: 26 de maio de 2021, quarta-feira
Horário: 9h às 18h
Transmissão: Facebook e Youtube do Mangues da Amazônia
Mais informações: www.manguesdaamazonia.org.br


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS
NOTÍCIAS